Parabéns Equipistas - 36 anos das ENS em Pernambuco


Há 36 anos, acontecia a 1ª reunião das Equipes de Nossa Senhora em Pernambuco, precisamente no Recife. Trazida com muito carinho, do Rio de Janeiro,  pelos nossos irmãos Maria Lúcia e Plínio. Foi a primeira Equipe: Padroeira Nossa Senhora do Carmo - Casal Piloto: Maria Lúcia e Plínio - Setor A Recife. Data da fundação 17 de julho de 1980. Foi um momento sublime, como nos conta o casal:


" Fomos apresentados às Equipes de Nossa Senhora por nossos amigos equipistas, Maria Cecília e Fernando, que eram equipistas veteranos. A reunião de informação conduzida por Edgar e Malvina foi quase perfeita porque não “douraram” a pílula: “o Movimento era exigente!”

Em 1972, por ocasião da visita de Padre Caffarel ao Brasil, nossa vida mudou dentro e fora do Movimento. Suas palavras enriqueceram nossas vidas e nos deram mais ânimo. Sua presença carismática deixou marcas profundas em todos nós. Lembramos sempre com gratidão o esforço dedicado do tradutor simultâneo, Peter Nadas, eficiente e inspirado. Recordamos, ainda hoje, um testemunho desse momento tão importante para o Movimento. É o do querido Nicolau Zarif, que costumava garantir que, quando falava sobre a Alegria do Serviço, “Padre Caffarel, durante suas conferências, ficava tão inspirado que mal tocava o chão, como que levitava...” É que Zarif tinha olhos de ver em toda a sua grandeza aquele homenzinho pequeno e frágil, mas sábio e santo.

Pouco tempo depois fomos transferidos para o Recife grávidos das ENS e partimos com saudade dos parentes, dos amigos, dos irmãos de equipe e do Movimento, onde nossa espiritualidade conjugal e familiar assumira uma nova dimensão.

Instalados materialmente, e após alguns meses de adaptação — férias apostólicas —, tratamos de ver se seria possível lançar as Equipes de Nossa Senhora. Surgiram dificuldades de vários gêneros:
A primeira foi nossa condição de recém-chegados, com escassas ligações locais. Era preciso que corresse algum tempo para estabelecermos laços de amizade e confiança.

A segunda, que se manifestou mais tarde, foi a falta de sacerdotes disponíveis para a função de conselheiro, pois, à época, todos estavam voltados para os movimentos e trabalhos ligados à pastoral social, ao trabalho com a população da periferia que ocupava os quadros da Diocese.

Diante dessas dificuldades, resolvemos nos integrar num grupo pequeno, remanescente do Movimento Familiar Cristão, que era formado por casais conhecidos do nosso pároco, Padre José Edwaldo Gomes, a quem nos apresentamos. Nosso trabalho com esse grupo, além das reuniões, era participar dos Encontros de Noivos e Encontros de Casais (ainda não existia o Encontro de Casais com Cristo).

Mas a saudade da nossa Equipe foi apertando e, depois de participarmos do primeiro Encontro de Casais com Cristo da Paróquia de Casa Forte, e trabalharmos no que se seguiu, surgiu a oportunidade. Alguns casais que desejavam aprofundar sua espiritualidade, buscavam um movimento que representasse um compromisso com essa meta. Eles estavam ávidos.

Diante disto e contando com o apoio de Pe. Edwaldo, que indicou para conselheiro o Padre Felipe Mallet, ele já participara das ENS na França, foi possível começar a pilotagem da Equipe 01 do Recife, sob a proteção de Nossa Senhora do Carmo. Era o dia 16 de julho de 1980. A equipe era inicialmente composta por 6 casais e nós ficamos com a pilotagem, pois éramos os únicos “brevetados”.

Tempos depois, por sugestão do Padre Barros Leal, que havia substituído Padre Felipe, foi feito o desdobramento da Equipe 01 em duas equipes.

O surgimento de novas equipes foi um processo lento, só superado com a chegada de mais dois casais: Lúcia e Alcindo, equipistas do Rio de Janeiro e Ana Maria e Oscar, de São Paulo. Some-se a isso o amadurecimento dos casais equipistas e o grande impulso dado pelo Padre Pedro Bach, capelão da Aeronáutica, bem como a organização de um primeiro “curso de pilotagem”, que habilitou mais casais para os trabalhos voltados para uma expansão responsável.

Em pouco tempo as nossas equipes, até então chamadas de isoladas (hoje, Equipes Distantes), passaram a formar uma Coordenação. Logo em seguida passamos a responsabilidade do serviço para o casal Zélia e Justino. "

A eles todo nosso carinho e que Nossa Senhora os proteja sempre. Muito obrigado a este casal maravilhoso.

Parabéns a todos os Equipistas de Pernambuco e que venham muitos e muitos anos pela frente!

Abraços, fiquem com Deus,

Maria & Amâncio
CRR - ENS
Compartilhe no Google Plus

About Marcio Bourbon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário